15 de maio de 2011

FCPorto: 30 + 9 jogos sem conhecer o sabor da Derrota


Há mais de 14 meses que o FC Porto não sofre derrotas na liga 21 pontos de avanço sobre o Benfica. Dragões igualam outro recorde interno: 39 jogos sempre a marcar.

Pronto, acabou, não se fala mais nisso. Ou fala-se uma última vez: FC Porto de André Villas Boas igualou Benficas de Jimmy Hagan (1972/73) e de John Mortimore (1977/78). Sem derrotas ao fim de 30 jogos de campeonato. É obra.

Sobretudo, como no caso de Villas Boas e de Hagan, se tornam campeões nacionais. O FC Porto está, além disso, há 39 jogos sem ser derrotado em jogos da liga, pois o último desaire foi na 21.ª jornada de 2009/10, em Alvalade, frente ao Sporting, a 28 de Fevereiro: 0-3. Pronto, acabou, agora sim, não se fala mais nisso.

Falemos, então, de golos: o FC Porto vai em 39 jogos seguidos sempre a marcar. O último jogo em que não marcou foi nesse de Alvalade. Villas Boas iguala, assim, mais um recorde, pois a melhor marca portista, como A BOLA já anteontem dera conta, vem de há há quase 70 anos, quando entre 1942 e 1944 esteve 38 jogos sempre a marcar.

O FC Porto acaba a temporada com 21 pontos de avanço sobre o Benfica, 2.º classificado. Quer dizer, grosso modo, que os 63 pontos que os encarnados somaram no final das 30 jornadas tinham os portistas à 23.ª. É a maior vantagem de todos os tempos, embora os 18 pontos finais de avanço do Benfica sobre o Belenenses, em 1972/73, numa altura em que cada vitória valia apenas dois pontos, signifiquem, comparativamente, 34 pontos de diferença.

Sem comentários:

Enviar um comentário