9 de maio de 2011

V.Guimarães: Manuel Machado comenta triunfo e defende avançado vitoriano


“Vamos olhar o jogo em dois blocos. O primeiro tempo foi mais equilibrado. O Vitória entrou muito bem e criou momentos passíveis de golo. O Beira-Mar respondeu muito bem e o Nilson teve de tirar duas ou três bolas com grau de dificuldade elevado”

“Se houve equilíbrio neste jogo tal aconteceu fundamentalmente nesse primeiro tempo. O segundo tempo é diferente, houve um grande volume de jogo no sentido da baliza de Aveiro e uma grande ineficácia da nossa parte. Quando tivemos alguma eficácia, enquadrámos a bola com a baliza mas o Rui Rêgo conseguiu responder bem. Acabámos por conseguir fazer um golo no meio desse grande volume de oportunidades. No cômputo geral parece-me mais correcto dizer que o Vitória fez mais para ganhar do que o adversário”

“Evitei ao longo dos 29 jogos fazer qualquer comentário à arbitragem. Na semana passada, o que se passou em Paços magoou. Houve lances determinantes para que o desfecho fosse aquele. Hoje, houve uma continuidade de critérios que me parecem desajustados, nomeadamente num ou dois momentos na área do Beira-Mar, em que poderiam ter sido assinaladas grandes oportunidades. Com outro desfecho em Paços, o Vitória estaria, hoje, posicionado a aspirar ao quarto lugar”

“Tenho ainda uma palavra para a massa adepta pelo apoio que nos dispensaram ao longo das 15 jornadas aqui realizadas. Mas tenho uma pequena observação a fazer e faço-o com todo o respeito porque também sou associado. Não contribui para o sucesso da equipa vitimizarem um jogador. Não é bom criarem de forma constante um ambiente de dificuldade àquele que é o nosso melhor marcador, só porque está numa fase de menor eficácia. Os nossos associados são, de facto, excepcionais e extraordinários mas têm ainda de reflectir sobre a forma como analisam e depois se expressam relativamente a alguns jogadores que passam por fases menos boas. O Edgar é um excelente profissional e um excelente homem e não merece o tratamento que hoje lhe foi feito”

Sem comentários:

Enviar um comentário